terça-feira, 18 de dezembro de 2007

Felicidades!

Lá vou eu falar de ex novamente...
Mas desta vez não vou fazer nenhuma crítica, juro que não!

Estava eu passeando pelos Orkut’s da vida quando me deparo com um velho e conhecido nome: “Fulano de Tal”

“Noooossa, quanto tempo não tinha notícias do Fulano!”

Ele foi um daqueles casos complicadérrimos, de idas e voltas, encontros e desencontros, amores e desamores. Mas foi um daqueles que a gente não quer machucar por nada neste mundo sabe? Mas que, por ter sido imatura, acabou machucando. Mas também foi daqueles que deram uma segunda chance, mas que nessa segunda chance, eu é que saí machucada. Também foi aquele que depois de muitos anos reencontrei por acaso e tive um novo affair, mas que por segurança ficou só num último encontro.

Não devia, mas como a curiosidade feminina é maior do que a força de vontade, lógico que eu acabei entrando no Orkut do moço (no bom sentido).

Ele está casado (essa parte eu já havia ouvido nas rodas de amigos por aí) e com uma filhinha linda de viver!

Puxa, fiquei tão feliz em ver a alegria nos olhos e no sorriso dele com a filha no colo!
Gostaria que ele soubesse o quanto eu fico feliz por ele, mas é claro que eu não sou tão inconveniente a ponto de deixar qualquer mensagem na página de recados dele no Orkut.

Para mim, basta saber que ele está bem e muito feliz, com um presente de Deus no colo.
Desejo que a filhota tenha muita saúde, que ele e a esposa possam dar todo o amor que houver nessa vida para aquele lindo bebê. E que eles sejam felizes para sempre!
E já que depois de amanhã é aniversário dele... não há momento mais oportuno para desejar tudo de bom e toda a felicidade do mundo!
(mas só aqui, neste espaço em que pessoas do convívio real não freqüentam, senão é capaz de acharem pêlo em ovo, e foi só um comentário de alguém que está feliz com sua própria vida e que ficou mais feliz ainda de saber que alguém especial está muito feliz também)

3 comentários:

Yvonne disse...

Anna, quando acaba um relacionamento que deixa ódio no coração, é porque ainda não acabou. Então amiga, curta o fato de ver que alguém que já lhe fez bem um dia finalmente encontrou a própria felicidade ao lado de outra pessoa. Beijocas

MH disse...

Não sei se é porque ta chegando o fim do ano....ou se é porque eu to ficando véio...mas tudo que eu leio que é bonitinho e sincero me da vontade de chorar...vou no banheiro retocar a maquiagem que borrou rrsrsrs


marcelo henriques

MH disse...

Tem indicação pra você no meu blog
http://diariodemh.blogspot.com/