segunda-feira, 10 de dezembro de 2007

E Deus criou Curitiba...



(imagens de Jean Servais Henri Colemonts)

Deus, numa segunda-feira, criou Curitiba...
Pelo menos assim pensam os curitibanos. Com parques, praças, muito topete e gente devagar no trânsito.
E achou monótona.

Então, na terça-feira, criou o inverno. Com sua brancura, cachecóis e um bom vinho, para os curitibanos se acharem europeus.
Mas achou o frio muito triste, e na quarta-feira criou a primavera, florida e colorida para enfeitar os parques e praças dos europeus, digo, curitibanos.
Mas Deus a achou bucólica demais e na quinta-feira criou o Verão, alegre e saudável para fazer os curitibanos sorrirem.
Mas o achou seco demais e na sexta-feira criou o outono. Farto e ameno para se confortarem.
Então Deus achou tudo muito distante, e no sábado misturou tudo. Fez o inverno, a primavera, o verão e o outono reinarem todos no mesmo dia em Curitiba, para que tudo tivesse seu tempo e sua vida.
E no domingo Deus descansou...

Na verdade caiu de cama, pois não sabia que tinha acabado de criar a Gripe, a Rinite, o Resfriado...

(texto recebido por e-mail - desconheço a fonte)

6 comentários:

MH disse...

hahahahahahha. muito bom.

marcelo henriques

teaco disse...

Legal, Anna, é muito bom visitá-la e ler suas conversas. É bom parar um pouquinho aqui e sintonizar no seu bom-humor.
Beijos.

ANNA disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
ANNA disse...

Bom tê-lo aqui, também. Seja sempre muito bem vindo.
E me conte, Sr. Tesco... como estão as coisas?
Tudo bem?

Yvonne disse...

Anna, adoro essas declarações de amor às cidades que amamos. Lindo.
Beijocas

Marcos Aurélio disse...

Gostei deste texto, descreve bem Curitiba, até para quem como eu adotou esta cidade a muito tempo atrás.