quarta-feira, 25 de março de 2009

Crianças...

Crianças I
Minha sobrinha de 4 anos falando sobre seu priminho:
- Ai, dindinha, o Gui é tão lindo que parece um bebê de verdade!!!

Crianças II
Hoje a minha sobrinha não vai para aula e vai ficar o dia todo na casa da minha mãe, meu filhote fica lá todos os dias, e a babá só vai na parte da tarde. Quando cheguei em casa para almoçar minha mãe contou que teve que dar uns gritos lá logo cedo porque um chorava de um lado e outro chorava do outro (minha sobrinha estava fazendo manha, afinal ela morre de ciúmes do pequeno).
Eu olhei para a pequena e disse:
- Coitada da vó, com dois netos aqui pra encher a paciência dela!!!
E ela mais do que depressa:
- É né, dindinha, dois netos e uma dindinha pra encher a paciência!!!

Moral da história: Às vezes é melhor ficar quieta do que levar uma invertida dessa de alguém que bate na minha cintura!!!

sexta-feira, 20 de março de 2009

Ser ou não ser?

Já tinham me dito que ser mãe é difícil.
E não mentiram!

Não bastasse as cólicas dos bebês, as noites mal dormidas, as mamadas noturnas intermináveis quando o que vc mais quer é dormir um pouco, o refluxo, as vacinas que dão reação, a falta de tempo para si, o fato de ter que se desdobrar em 3 para conseguir dar conta de trabalho, filho, marido, supermercado...

Não bastasse tudo isso, para mim o mais difícil ainda é chegar num comum acordo das opiniões médicas e das palpiteiras de plantão.

O Guilherme teve muita cólica no terceiro mês, no quarto ele teve refluxo, e agora no quinto mês ele simplesmente não consegue dormir a noite, se bate a noite inteirinha e acorda de meia em meia hora, quando não em intervalos menores.

Já levei em 3 pediatras diferentes.
1) O pediatra oficial dele, que é o pediatra da família;
2) Uma gastro-pediatra, porque eu cheguei a pensar que ele teria intolerância a lactose de tanto que chorava depois de mamar, mas era só refluxo;
3) Por último, mas não menos importante, uma pediatra homeopata. Porque há tempos eu queria tratá-lo com homeopatia, e agora com a historia de não dormir achei a oportunidade que precisava.

Aí olha o festival de opiniões diversas...

Pediatra 1: Pode começar com frutas e suco de laranja lima (ele tinha 3 meses nessa época), e assim que ele adaptar com a colher pode começar sopa de legumes com uma carne;

Pediatra 2 (a gastro - na mesma época do pedriatra 1 acima): Por causa do refluxo a gente vai começar com frutas no 4° mês. Não, não pode começar antes, ele é muito novinho. Não, suco nem pensar, pode piorar o refluxo. Sopa só no quinto mês.

Pediatra 3 (homeopata - há uma semana): Retira toda a alimentação mista dele, nem fruta, nem sopa e nem suco. Ele vai somente no leite até o sexto mês. O organismo dele não está preparado para receber alimentação mista antes do sexto mês, muito menos ele que nasceu prematuro.

Sem falar nas opiniões de tias, vizinhas, avós, etc.

Agora, será que adianta eu pedir ajuda aos universitários? Em quem eu acredito?
Não tem um manualzinho aí que eu possa consultar não?

Quando eu comecei a virar um urso panda

Gente,

Meu filho há quase um mês resolveu que não precisa dormir a noite.
De fato, não tem necessidade, ele pode dormir o dia todo se quiser.

Mas o que ele não consegue entender ainda é que a mãe dele tem que trabalhar o dia todo, enfrentar um trânsito do cão pra ir e voltar do trabalho, ir e voltar do almoço, tudo cronometrado para não atrasar as mamadas do pequeno.

Resultado disso tudo?
Eu estou parecendo um urso panda!



A sorte dele é que ele é lindo e gostoso demais, senão eu já tinha doado!!!