sexta-feira, 17 de abril de 2009

Qual é a música?

Pra descontrair, porque eu estou precisando, porque hoje é sexta-feira e é véspera de feriadão...

Quem nunca pegou alguém cantando uma música errada? Ou não descobriu que você mesmo cantava errado?
Há bastante tempo atrás, na época do Nós por Nós (blog coletivo no qual eu participava) postei a seleção de músicas que o povo cantava errado.

Não, gente, não foram simples paródias estapafúrdias das músicas.
São relatos reais, pois eu conhecia mais da metade das pessoas que cantavam errado “mesmo” as músicas abaixo, e crentes que as músicas eram assim!!!

A música era “Detalhes”, do Roberto Carlos
Versão 1: “são tantas avenidas, são momentos que eu não me esqueci”
Original: “são tantas já vividas, são momentos que eu não me esqueci”
Versão 2: "eu duvido que ele tenha tanto amor e até os erros do meu corpo desruim..."
Original: "eu duvido que ele tenha tanto amor e até os erros do meu português ruim...”
E o “Menino do Rio”...
Versão 1: "Menino do Rio, calor que provoca arrepio, "PAVAO" tatuado no braco..."
Versão 2: "Menino do Rio, calor que provoca arrepio, ladrão com a toalha no braço..."
Original: "Menino do Rio, calor que provoca arrepio, dragão tatuado no braco..."

E o flagra no cinema...
Versão 1: “No escurinho do cinema, "Gilberto Lopes de Anis"...
Original: “No escurinho do cinema, chupando drop’s de anis...”

Versão 2: “Se a Débora quer que o Greg lhe pegue, não vai bancar o santinho, minha garota, meu best, não sou o chique Valentino...”
Original: “Se a Deborah Kerr que o Gregory Peck, não vou bancar o santinho, minha garota é Mae West, eu sou o Sheik Valentino...”

Marisa Monte...
Versão: "agora vem pra perto vem, vem depressa vem sem fim dentro de mim, que eu quero sentir o seu corpo peludo sobre o meu..."
Original: "agora vem pra perto vem, vem depressa vem sem fim dentro de mim, que eu quero sentir o seu corpo pesando sobre o meu..."
E lá no navio...
Versão: “entrei de caiaque no navio...”
Original: “entrei de gaiato no navio...”

Lionel Richie - Dancing in the ceiling...
Versão: "oh, nylon... oh ny"
Original: "all night long, all night"

Whisky a go-go – essa é campeã de versões erradas!!!
Versão 1: "Foi numa festa cheia de tubaína e na vitrola o disco engarranchou"
Original: “Foi numa festa, gelo e cuba-libre, e na vitrola whisky a go-go...”
Versão 2: “E eu perguntava tudo em holandês, e te abraçava tudo em holandês...”
Versão 3: “E eu perguntava tu e o holandês, e te abraçava tu e o holandês...”
Versão 4: “Eu te abraçava com terno francês, e te beijava com terno francês..."
Original: “Eu perguntava “Do you wanna dance?”, e te abraçava “Do you wanna dance?”...”

Mordida de amor...
Versão: “ eu não quero tôuca em você oh baby...”
Original: “eu não quero tocar em você oh baby...”

O bêbado e a equilibrista...
Versão: “...que sonha com a volta do irmão doentio..."
Original: "...que sonha com a volta do irmão do Henfil"
"Trocando em miudos" do Chico
Versão: “Aliás devolva a bermuda que você me tomou..."
Original: "Aliás devolva o Neruda que você me tomou ..."
Vinte e poucos anos...
Versão: ” Nem por você nem por ninguém eu me DISFARÇO dos meus planos, quero saber bem mais que os meus 20 e poucos anos"
Original: ” Nem por você nem por ninguém eu me desfaço dos meus planos, quero saber bem mais que os meus 20 e poucos anos"

Vital e sua moto...
Versão: “Vital e sua moto, mais que um leão feliz!”
Original: “Vital e sua moto, mas que união feliz”

Coitado do Djavan...
Versão: “Ao sair, de um avião, Zumbi pisou num imã, branca às três da manhã...”
Original: “Açaí, guardiã, Zum de besouro um imã, Branca é a tez da manhã...”

Chão de Giz
Versão 1: "Fotografias recortadas em jornais de folha, Hollywood"
Versão 2: "Fotografias recortadas em jornais de folha, a me iludir "

Original: “Fotografias recortadas de jornais de folhas amiúde”

Exagerado mesmo...
Versão: "com mil rosas bombadas"
Original: " com rosas roubadas",

Dizem que o Cláudio Zoli até pensou em trocar a letra da música de tanta gente que canta (ou cantava) errado...
Versão: “na madrugada a vitrola tocando um blues, trocando de biquini sem parar..."
Original: “na madrugada a vitrola tocando um blues, tocando B.B. King sem parar"
Pobre B.B. King, ignorado, substituído por um simples biquíni!

Núcleo Base - Ira!
Versão: "Eu tentei fugir, não queria mais lutar, eu quero lutar mas não com essa faca...”
Original: "Eu tentei fugir, não queria me alistar, eu quero lutar mas não com essa farda...”

À Francesa
Versão: “Nada além de um fim de tarde a mais / Mas depois as luzes todas acesas, para luzes artificiais"
Original: “Nada além de um fim de tarde a mais / Mas depois as luzes todas acesas, paraísos artificiais"

Uma noite e meia
Versão: “Roubo as estrelas lá no céu. Numa noite e meia desse calor. Pego a lua, encosto no mar. Como eu vou te ganhar"
Original: “Roubo as estrelas lá no céu. Numa noite e meia desse sabor. Pego a lua, aposto no mar. Como eu vou te ganhar"

Fagner
Versão: "Quitéria tem um peixe, para em seu líquido aquário mergulhar"
Original: "Quem dera ser um peixe, para em seu límpido aquário mergulhar"

Oceano
Versão: “Amarelo é um deserto e seus tremores..."
Original: "Amar é um deserto e seus temores..."

Guilherme Arantes
Versão: “um dia dezenove pra se aventurar...”
Original: “um desejo enorme, de se aventurar...”

Elis Regina
Versão: “... mas é você que é mal passado e que não vê...”
Original: “... mas é você que ama o passado e que não vê...”
Clássico dos anos 80...
Versão: "iscú babulêra..."
Original: "smooth operator"
Agora, que é muito mais gostoso cantar iscú babulêraaaaa, ah isso é... e ninguém me tasca esse direito! (palavras do autor da versão errada, com o qual eu concordo plenamente)

Camisa de Vênus
Versão: “E acabaram com ursinho caxambó...”
Original: “E acabaram com Sinca Chambord...”

Feliz aniversário – Ira!
Versão: "Feliz aniversário, o endereço da cidade..."
Original: "Feliz aniversário, envelheço na cidade..."

Aquarela
Versão: "Se uma lebre caolha eu consigo passar num segundo”
Original: “De uma América à outra eu consigo passar num segundo"

Haja fé...
Versão: "Tomar café eu vou, café não costuma coalhar..."
Original: “Andar com fé eu vou, que a fé não costuma falhar..”

Esse era convicto de que Cazuza era mesmo um drogado...
Versão: “E por você eu troco tudo, barreira, dinheiro, bagulho...”
Original: “E por você eu largo tudo, carreira, dinheiro, canudo...”

Lua de Cristal
Versão: “Todos com o Mussum...”
Original: “Todos somos um...”

Legião Urbana
Versão: “É um saci preso por vontade...”
Original: “é um estar-se preso por vontade...”

Pipoca na panela, começa a arrebentar...
Versão 1: “... que programa legal, só eu e vc, e sempre no ar”
Versão 2: “... que programa legal, só eu e vc, e sem peruar”

Original: “... que programa legal, só eu e vc, e sem piruá”

Elba Ramalho - Aconchego
Versão: "Estou de volta pro meu aconchego. Trazendo na bala matante saudade..."
Original: “Estou de volta pro meu aconchego. Trazendo na mala bastante saudade...”

Banda Eva
Meu irmão cantando:
“E a vaca louca, a vaca louca, a vaca louca vai dançar!”
Eu, corrigindo ele... Não é “vaca louca, seu burro! É assim ó:
“E Eva tá louca, Eva tá louca, Eva tá louca pra dançar!”
Enquanto o correto seria...
“Que levada louca, levada louca, levada louca pra dançar!”

9 comentários:

Re disse...

hahahahahhah Adoro isso!
Aliás adoro cantar errado! rsrsrsrs
Quando sabemos a letra real, as vzes a vida perde o sentido...rs
beijos
Re

Cláudia disse...

E o tempo que levei pra descobrir que o que eles cantavam era: eu só quer ter com você emoções baratas no banco de trás?
O "no banco de trás" era initeligível, nem me lembro do que eu cantava.
E depois achei que as baratas é que eram do banco de trás do carro, ou seja, ela queria ter emoções com ele, e no banco de trás do carro havia baratas.
Plausível não?

Bela adorava a música do Tibiroqui quando tinha 3 anos de idade.
Não conhece a música do Tibiroqui? Claro que conhece, já cansou de escutar, veja bem:
apámace-e-el... tibiroqui...
Sabe qual é agora?
ok, ok, vou traduzir:
All by myself.. don't wanna be...
Mas ela tinha 3 ANOS, e era em INGLÊS!!!!

beijo, adorei o post!

Daniel Ribeiro disse...

Oi Anna, estou em falta com os comentários no seu blog mas leio sempre viu? Muito bom este post, realmente quem nunca cantou uma letra de música errada que atire a primeira pedra..rs

bju

ANNA disse...

Que super seleção!!!
Claudio Zoli trocando de biquini sem parar é um clássico!!

tesco disse...

Oi, Anninha, que bom te ver! Um detalhe: A primeira frase não é de "Detalhes", mas de "Emoções", o importante é que também é do Roberto. E me diverti bastante lendo isso. _Beijos

P. IZABELA disse...

Adorei o post! Ri muito... kkkkkkk.

Ana Patrícia Almeida disse...

HAHAHAHAHAHAH
Adoreeei !!!
ri muito !!!

Doutor X disse...

A muito tempo não me divertia com este tipo de coisa, ver as letras de musica alteradas, me faz lembrar nas vezes que cantava de baixo do chuveiro; nossa devia ser uma tortura para quem me ouvia nessa época, que bom que hoje com os termos economizar e não desperdiçar eu não canto mais no chuveiro, rsrs sorte deles...
Bem Urbanna, você esta de parabéns, com os post continue assim nos fazendo rir entre as tardes de trabalho, acho que este tipo de utilidade é bem vista em qualquer lugar que se possa usar o termo descontrair... o que já comia o Raul, se eu quero tomar banho de Chapéu o discutir com o cara no quartel, vai e como o que tu queres, pois é tudo do rei, do rei...viva sociedade consumista...kkk bjs...deliciosos beijos...

Mauricio de Magalhães Rodrigues disse...

Chorei rindo!!! Muito bom mesmo!

Isso me fez lembrar que eu cantava:

"ela é pirueta Brasil, pirueta Brasiil
Pa-tético
Ela é pirueta Brasiil..."

Quando o certo é:

"Ela é puro êxtasy, puro extasyy
Barbies, Betty Boops
Ela é puro extasy!"

hauhuhsauhsa